Atividades de alimentação e agricultura são apresentadas em Congresso Internacional de Nutrição Funcional

Por Aline Pagliarini, MTB – 74428/SP | 6 de outubro de 2016

A Fundação Mokiti Okada (FMO) apresentou algumas atividades no XII Congresso Internacional de Nutrição Funcional, de 29 de setembro a 1° de outubro, no Espaço Terra, do Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo (SP). O tema desta edição foi “Nutrição Funcional: Ações que fortalecem a vitalidade orgânica como base para o equilíbrio físico e mental.

Na abertura do evento, o setor de Alimentação Natural, da FMO, apresentou a oficina culinária “A energia vital vai à mesa – sugestões saudáveis” e ensinou o passo a passo da receita maionese especial de abóbora-moranga. Uma opção sem conservantes para acompanhamento de pães e biscoitos.

No segundo dia, a equipe abordou a oficina “Aroma da horta – vivificando os sabores da terra”. A receita preparada foi moqueca de palmito, abobrinha, tomate e cebola, servida ao público com colheres de mandioca comestíveis

A participante e nutricionista Nádia Rodrigues, de Brasília (DF), relata: “Achei a preparação saborosa e rica em nutrientes. E concordo com o que a nutricionista disse sobre o respeito ao alimento desde o início da cadeia de produção.”

No último dia do evento, o setor apresentou a aula culinária “Alimentação Natural – protegendo a vida”. A nutricionista Maria Tereza Casulli explicou os benefícios da receita ceviche de coco, e a artista da gastronomia Leila D ensinou o passo a passo do prato.

Ao final das atividades, as nutricionistas e as culinaristas tiraram dúvidas da plateia. As publicações desenvolvidas pelo grupo ficaram disponíveis para venda em um estande, no espaço.

 

Horta Caseira

Nos três dias do congresso, o setor de Agricultura Natural, da FMO, fez uma exposição de hortaliças, distribuiu sementes e realizou oficinas de horta caseira sobre plantio, cultivo sem agrotóxicos e colheita. Os instrutores abordaram a filosofia de Mokiti Okada sobre o princípio de que a agricultura consiste em manifestar a força do solo.

A nutricionista Marina Garcia Glória Pinto, de Santos (SP), disse que, quando era criança, brincava de plantar, mas não sabia as técnicas. “Eu adorei a oficina. Minha mãe tem um pé de cebolinha e, agora, vai ter um de salsinha”, conta. 

 

Ikebana Sanguetsu 

O setor de Ikebana Sanguetsu, da FMO, decorou o ambiente com um grande arranjo floral, na entrada do Espaço Terra, e ornamentou galhos de bambu para que as pessoas escrevessem em papéis coloridos suas mensagens de amor, harmonia, paz, prosperidade e saúde, e os amarrassem posteriormente aos galhos.

A homenageada desta edição do congresso foi a engenheira agrônoma, Dra. Ana Maria Primavesi, que autografou seus livros, no sábado, 1° de outubro. No espaço da sessão, a equipe Sanguetsu confeccionou uma ikebana com orquídeas e abóboras.

A austríaca Ana Primavesi é considerada uma das pioneiras da agroecologia no Brasil. Ela foi consultora científica do Centro de Pesquisa Mokiti Okada (CPMO), em Ipeúna (SP), de 1991 a 2011. Durante esse período, acompanhou as pesquisas de solos, plantas, melhoramento de sementes e verificação de estufas. Também foi orientadora dos pesquisadores e membro Conselho Técnico Científico, do CPMO.

 

Congresso

O evento anual é idealizado por Valéria Paschoal e Andréia Naves, da VP Centro de Nutrição Funcional. Segundo Valéria, a FMO é uma instituição parceira que colabora com os objetivos da VP em termos de responsabilidade social e saúde humana. E destaca: “Desde a preocupação da decoração em trazer o Belo até a nutrição espiritual, as pessoas sentem um clima diferenciado, como por exemplo, nutricionistas que nunca colocaram a mão na terra, hoje estão plantando nas oficinas. Eu sou muito grata por tudo isso”, conclui.

Os três dias de congresso contaram com conferências, palestras, debates e mesas-redondas, que reuniram aproximadamente três mil participantes, entre eles, estudantes da área de saúde, nutricionistas, médicos, farmacêuticos bioquímicos, agrônomos, chefes de cozinha e educadores físicos.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa
Fundação Mokiti Okada
Jornalista: Aline Pagliarini
MTB – 74428/SP