Cidade sede do Centro de Pesquisa Mokiti Okada e da Korin Agropecuária é nomeada Capital da Agricultura Natural

Por Aline Pagliarini, MTB – 74428/SP | 3 de maio de 2016

Em 26 de novembro de 2015, o prefeito de Ipeúna (SP), Ildebran Prata, sancionou a Lei Municipal 1228/2015, que declara a cidade a “Capital da Agricultura Natural”. A data será comemorada anualmente em 5 de maio.

De acordo com a lei, o poder público de Ipeúna incentivará, com o Centro de Pesquisa Mokiti Okada (CPMO) e a Korin Agropecuária, o cultivo da agricultura natural. Para isso, contará com projetos da Fundação Mokiti Okada (FMO), como o Educando para a Sustentabilidade, por meio da atividade Horta na Escola, que possibilita o convívio dos alunos com a natureza. A lei também estabelece que as hortas municipais deverão adotar os métodos do cultivo natural e institui que a Feira da Agricultura Natural e de Produtos Sustentáveis ocorrerá uma vez por mês na praça central de Ipeúna.

Todos os impressos oficiais, materiais de divulgação e materiais gráficos ou digitais produzidos pelos órgãos públicos de Ipeúna, e abaixo do brasão da cidade devem conter a nomenclatura Capital da Agricultura Natural.

Durante a sanção da lei, o reverendo Walter Grazzi, da Igreja Messiânica Mundial do Brasil, afirmou: “Nossa missão, por meio da FMO é difundir a filosofia de Mokiti Okada à sociedade. Em outras palavras, contribuir com iniciativas tecnológicas para auxiliar no desenvolvimento econômico e social local e, ao mesmo tempo, manter o equilíbrio entre a preservação e o uso dos recursos naturais.” E conclui: “Acredito que Ipeúna tem potencial para se transformar em um centro de produção da agricultura natural e tornar-se referência para outras cidades.”

CPMO e Korin

O município abriga o CPMO, da Fundação Mokiti Okada, e a Korin Agropecuária, empresa coligada do grupo messiânico. Ambos desenvolvem métodos de cultivo natural baseados na filosofia de Mokiti Okada.