Idosos montam arranjos de ikebana para despertar sentimento de felicidade e gratidão

Por Aline Pagliarini, MTB – 74428/SP | 31 de março de 2017

“Amor no coração e vontade de ficar olhando para a flor”, foi o que sentiu Marisa Andrade Santana, 77, ao participar da oficina de ikebana, na Casa Ondina Lobo – Velhice com dignidade. A atividade ocorreu em 15 de março, em São Paulo (SP), e envolveu cerca de 30 idosos.

Com o tema “Bondade e Cortesia”, a instrutora de ikebana, Cristianne Maria Gazda, enfatizou a prática de se fazer o bem ao próximo sem querer nada em troca. “Vocês devem praticar a interação, a amizade e a gratidão”. Com essas palavras, ela pediu aos idosos para darem uma missão à flor no momento da confecção dos arranjos.

Cada participante recebeu três vasos pequenos, um bule de porcelanato, maços de crisântemo e galhos. No primeiro momento, eles montaram três arranjos com os vasos menores e, de acordo com a solicitação da instrutora, deveriam pensar nas pessoas às quais iriam oferecer o arranjo. Depois, o próprio idoso confeccionaria o arranjo com o bule para si. A proposta era estimular o sentimento de felicidade e gratidão no nível pessoal e para com os outros, de acordo com o tema da oficina.

Ao final da atividade, a instrutora recebeu um arranjo de uma das participantes e leu um poema de Mokiti Okada em que ele descreve seu sentimento ao perceber quão profundas são as bênçãos de Deus ao fixar uma flor.

A participante Dulce Morais, 78, comentou: “Gostei muito da oficina. Eu me senti muito feliz. Vou colocar meu vaso no criado-mudo.”

 

Projeto

A oficina faz parte do projeto Gratidão gera Gratidão – O Segredo da Felicidade desenvolvido pela Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade Socioambiental (SMASS), com o setor Ikebana Sanguetsu. Ambas as equipes são da Fundação Mokiti Okada (FMO).

 

Casa Ondina Lobo

A instituição foi fundada em 1947, com a proposta de se tornar um abrigo para idosos. O nome homenageia Ondina Lobo (1885-1942), que dedicou sua vida a ajudar os menos favorecidos. Ela dizia: “Ao choro de uma criança, todos socorrem. Já o sorriso de um velho a todos afugenta”, referindo-se ao desafio que é cuidar de idosos sem recursos.

A Casa é um local de longa permanência para idosos, sem fins lucrativos, considerada de utilidade pública federal, estadual e municipal, registrada na Secretaria de Estado da Promoção Social e na Prefeitura de São Paulo (FABES – C.N.P.J. nº 62.788.484/0001-32). A instituição fica à Rua Regina Badra, 471, Alto da Boa Vista – São Paulo (SP).

 

Fonte: Assessoria de Comunicação
Fundação Mokiti Okada
Jornalista: Aline Pagliarini
MTB – 74428/SP