Alimentação e Agricultura Natural oferecem oficinas no VII Festival de Gastronomia Orgânica

Por Aline Pagliarini, MTB – 74428/SP | 27 de outubro de 2016

A fim de apresentar receitas saudáveis e técnicas de preparo que preservam as características nutricionais dos alimentos orgânicos, a equipe de Alimentação Natural, da Fundação Mokiti Okada (FMO), promoveu oficinas culinárias, no VII Festival de Gastronomia Orgânica – da terra ao prato, de 21 a 23 de outubro. O evento ocorreu no Parque da Água Branca, em São Paulo (SP).

Durante os três dias de festival, o setor, formado por nutricionistas, culinaristas e engenheira de alimentos, apresentou receitas de patê, espetinho japonês, salada e sobremesa. A equipe de Agricultura Natural, da FMO, ofereceu igualmente oficinas de horta caseira para explicar o plantio de hortaliças sem agroquímicos.

No primeiro dia, a de Alimentação Natural abordou a oficina culinária Pastas e Patês. A culinarista Vilma Ávila Galasso ensinou o passo a passo das receitas maionese de abóbora, pesto de brócolis, patê de castanha-de-caju e geleia de beterraba. A nutricionista Maria Tereza Casulli ressaltou as propriedades nutricionais das preparações e destacou a manipulação, o cozimento, o aproveitamento e os custos dos alimentos orgânicos. “Com a utilização dos orgânicos, não ocorre desperdício, pois é possível aproveitar folhas, talos e cascas”, afirma.

A participante e nutricionista, Stefane Boeno da Silva, de São Paulo (SP), conta que consome orgânicos algumas vezes por mês e pretende repassar as receitas que aprendeu a seus pacientes.

No sábado, 22, a nutricionista Sueli Inamine Kisine e o chefe de cozinha Roberto Moriya ensinaram a preparar molhos, tofu, cogumelos e legumes para montar o robata (espetinho japonês).

No último dia do festival, 23, a equipe apresentou a oficina culinária Montando um Cardápio Saudável. A nutricionista Patrícia Oliveira Souza e a culinarista Amélia Mieko Wada Santana abordaram as receitas: salada colorida com molho especial, arroz integral com tomate e abobrinha marinada e arroz-doce com leite de coco.

A nutricionista Cintia Barros, de Minas Gerais, diz que soube do festival por meio de um congresso de que participou em São Paulo. “Gostei de todas as receitas e são opções que posso orientar aos meus pacientes: crianças, gestantes e idosos”, declara.

Ao final das atividades, as receitas foram servidas ao público com colheres de mandioca comestíveis.

 

Horta caseira

No final de semana, 22 e 23, a Agricultura Natural ministrou oficinas de horta caseira. Os instrutores ensinaram aos visitantes a preparação do solo, o plantio, o cultivo de hortaliças sem agrotóxicos e a colheita. A equipe também distribuiu sementes de temperos e verduras.

A dona de casa, Maria das Graças Lima, participou pela segunda vez do evento. Ela mora em Parelheiros (SP) e conta como pratica a horta em casa. “Tenho um grande terreno em frente à minha casa e planto várias hortaliças. Como minha filha é vegetariana, a família é incentivada a consumir mais verduras e legumes”, relata.

 

Homenagem

Nesta edição do festival, a homenageada foi a engenheira-agrônoma austríaca, Dra. Ana Maria Primavesi. Como pesquisadora, criou novas práticas agrícolas no Brasil, mediante as condições da terra e do clima tropical. Ana também foi consultora científica do Centro de Pesquisa Mokiti Okada (CPMO), em Ipeúna (SP), durante duas décadas (1991–2011). Nesse período, ela acompanhou as pesquisas de solos, plantas, melhoramento de sementes e verificação de estufas.

Na manhã do sábado, 22, no Espaço Ana Primavesi, ocorreu uma roda de conversa com convidados para abordar assuntos relacionados aos conceitos desenvolvidos pela agrônoma. Entre eles, estava presente o engenheiro-agrônomo e doutor em Fitopatologia, Paulo Chagas, do CPMO. Após a atividade, ela autografou suas publicações.

 

Festival

O evento teve diversas atividades, entre elas: Cozinha Evolutiva com oficinas culinárias; Tendas e Food Trucks; Território da Criança; Espaço Bem-Estar; Feira de Produtos Orgânicos e de Base Agroecológica; palestras; rodada de negócios e rodas de conversas.

 

Receita*

Geleia de Beterraba

Ingredientes:

Banana madura com casca picada – 2 xícaras de chá

Beterraba picada – 2 xícaras de chá

Água – 2 xícaras de chá

Açúcar orgânico – 1 ½ xícara de chá

Modo de preparo:

Bater no liquidificar a beterraba, a banana e a água. Colocar em uma panela, acrescentar o açúcar e levar ao fogo para apurar até o ponto de geleia.

(*Receita apresentada na oficina culinária Pastas e Patês e publicada no livro Saber e Sabor – Culinária Orgânica, desenvolvido pela equipe da Alimentação Natural, da FMO)

 

Fonte: Assessoria de Imprensa
Fundação Mokiti Okada
Jornalista: Aline Pagliarini
MTB – 74428/SP