Encontro sobre o artista Tikashi Fukushima reúne familiares e pesquisadores da USP

Por Aline Pagliarini, MTB – 74428/SP | 30 de janeiro de 2018

No último domingo, 28, durante a exposição “Quando os ventos sopram cores”, do artista Tikashi Fukushima, aconteceu o “Encontro sobre o artista”. A atividade, promovida pelo setor Cultura e Arte, da Fundação Mokiti Okada (FMO), abordou a trajetória artística de Fukushima e ocorreu no Solo Sagrado de Guarapiranga, em São Paulo (SP).

O encontro contou com a presença da família do artista: esposa e filhos; a curadora da exposição Leila Kiyomura e os pesquisadores do grupo de Estudos Japoneses da Universidade de São Paulo (USP), Michiko Okano, Atílio Avancini e Joel La Laina.

O filho do artista, Takashi Fukushima, recordou histórias de sua infância com o pai e a convivência com Grupo Guanabara, em Itu (SP), formado no ateliê de Fukushima. O grupo era composto por grandes mestres da pintura como: Aldemir Martins, Manabu Mabe, Arcangelo Ianelli e Tomie Ohtake.

Referente às atividades dos artistas, ele conta que todos costumavam ir à praia, em Itanhaém (SP), para conversarem durante horas sobre as cores e as formas de suas obras.

A exposição do artista ficará em cartaz até o dia 3 de março. Para visitar é necessário agendamento nos contatos: (11) 5087-5086 ou [email protected]. A entrada é franca.